Rua José Batista Soares, 343 - Distrito Industrial II - Sertãozinho - SP

Conheça nossas Soluções

Nosso setor de Engenharia de Aplicação é o encarregado pela solução de não conformidades mecânicas dos equipamentos. É neste departamento, que estão alocados o nosso quadro de engenheiros, desenhistas e projetistas, responsáveis em dar base técnica para a tomada de decisões na adequação dos ativos.

Cálculos Mecânicos

Cálculo Mecânico permite a monitoração da integridade física dos equipamentos para que atuem com segurança e eficácia. Os cálculos mecânicos utilizam como base metodologias estabelecidas em Códigos de Projeto para os mais diversos tipos de equipamentos como, por exemplo: vasos de pressão, tanques, caldeiras, tubulações, componentes mecânicos gerais. A Welding, através de softwares específicos ou com desenvolvimento de engenharia própria, oferece alta variedade de cálculos.

Reconstituição de Fluxogramas de Processo

Piping and Instrumentation Diagram (P&ID) é um diagrama atualmente muito utilizado em indústrias para controle de seus processos que mostra a visualização das tubulações de determinado processo, juntamente com os equipamentos, seus periféricos e instrumentação nelas instalados. O P&ID possibilita rápida visualização de todo o processo e, consequentemente, fácil acesso a informações importantes, facilitando o gerenciamento da segurança operacional. As principais aplicações de um P&ID permitem relacionar os seguintes itens: equipamento mecânico com nomes e números; instrumentação e denominações, todas as válvulas e suas identificações, tubulações de processo com sentido de fluxo, bitolas, materiais e identificação do fluido; Aberturas de ventilação, acessórios especiais, linhas de amostragem, redutores e drenos; referências de interligações; controle de entradas e saídas e intertravamentos; interfaces para mudanças de classes; entrada de sistemas de controle por computador; identificação de componentes e subsistemas fornecidos por terceiros; sequência física prevista para os equipamentos; qualificação ou capacidade do equipamento.

Além de contar com uma equipe de engenheiros especializados em P&ID, a Welding possui Software de última geração para sua elaboração em diversos segmentos da indústria.

Projetos de Alteração e/ou Reparo

A Norma Regulamentadora NR13 rege toda alteração e/ou reparo que tenha de ser feito em vasos de pressão e caldeiras, que obedecem a um Código de Projeto.

Sendo assim, qualquer intervenção necessária nestes equipamentos têm de passar por análise e elaboração de um PAR. A Welding, através de seu Departamento de Engenharia, elabora esses projetos utilizando-se de ferramentas computacionais de última geração para realização de cálculos, adequações geométricas e outras situações que permitem o enquadramento dos equipamentos conforme requer a Norma Regulamentadora NR13.

Adequação ao Uso (FFS)

Equipamentos possuem vida útil e no decorrer do tempo, através dos mecanismos de dano presentes no ambiente, no processo ou até mesmo devido a falhas operacionais, são nucleadas descontinuidades que podem causar a perda de eficiência ou até mesmo a perda de capacidade do equipamento em suportar as cargas operacionais necessárias

Devido a tal condição, a Welding oferece todo um trabalho de adequação ao uso de ativos com base na API 579 - FFS (fitness for Service)

Através de metodologias disponíveis é possível avaliar: Defeitos de soldagem; Deformações; Perdas de espessura localizadas; Perdas de espessuras generalizadas; Vida fadiga; Fluência etc.

Reconstituição de Desenhos

Muitos equipamentos têm extraviadas ou inexistentes a sua documentação. A reconstituição do desenho é fundamental para o entendimento do real layout e dimensões do equipamento, assim como dar base para possíveis avaliações de engenharia e até o mapeamento de ações de monitoramento do ativo.

Análise de elementos Finitos

Dada a constante necessidade de entendimento para reduções de custos e aumento da segurança na operação de equipamentos, a engenharia moderna, quase que na sua totalidade, faz uso de métodos numéricos para solução de seus problemas. Um dos métodos mais difundidos é o Método dos Elementos Finitos (MEF ou FEM em inglês).

Casos como tampos planos ou cônicos em vasos, os quais são de difícil abordagem pela maioria dos códigos de projeto, têm ótimos resultados quando analisados por MEF. Outros exemplos que geram bons resultados na aplicação do método estão relacionados à otimização, redução de custos e soluções personalizadas para cada tipo de situação. É exatamente nesse cenário que a técnica de análise de tensões pelo método dos elementos finitos se mostra eficaz

Inicialmente, nas décadas de 60 e 70, o uso da técnica estava ligado diretamente a setores com alto índice de inovação tecnológica, tais como, por exemplo, o aeroespacial e o aeronáutico. No entanto, com o avanço do método, o aumento da segurança envolvida e a redução dos custos de aplicação, a técnica tem se difundido cada vez mais e, atualmente, é utilizado para análise de vários tipos de estruturas, como, vasos de pressão, carcaças de redutores, eixos, carrocerias automotivas ou qualquer outra estrutura que se deseja avaliar

A Welding possui grande experiência na aplicação do método em vasos de pressão.

Reconstituição de Isométricos

Um isométrico é um desenho do arranjo de uma linha ou sistema de tubulação que o representa com medidas incluindo o posicionamento de elementos instalados na linha como, por exemplo, Suportação, Acessórios e Equipamentos.

Os isométricos são fundamentais para a realização de cálculo de flexibilidade de linhas de vapor, sendo que o mesmo é o arranjo utilizado para elaboração do modelo numérico. Através do isométrico também é possível fazer todos os mapeamentos necessários para a avaliação de integridade

Análise Crítica de Projetos

Análises Críticas de Projetos mecânicos de equipamentos consiste em uma avaliação prévia (antes do início da fabricação do equipamento) para verificar a total compatibilidade dos mesmos com seus respectivos códigos de engenharia (ASME, DIN, AGMA, API, AD2000, etc.). Os Projetos também são avaliados em relação às boas técnicas de fabricação focando, entre outros, nos seguintes pontos: Definição e avaliação dos processos e procedimentos de soldagem; Compatibilidade do projeto com o código de engenharia através do qual foi concebido; Conferência dos cálculos através de softwares de última geração; Definição de Planos de Inspeção e Testes com análises e ensaios destrutivos e não destrutivos para garantir a qualidade do produto.

Cuidar de um determinado equipamento consiste em monitorá-lo durante todo o seu Ciclo de Vida. A primeira fase desta concepção, e talvez uma das mais importantes, consiste no projeto construtivo do equipamento. Neste contexto, evitar que não conformidades já nasçam com o projeto inicial tem valor fundamental para preservar a vida útil do equipamento, assim como também inibir possíveis falhas provenientes das cargas de operação.